LEITOR DO MÊS – SETEMBRO/2009

 lamentoAV

– Pobre de mim…

 Como posso viver mais um dia desta vida que não finda,

sem ter a quem amar?

Estou cansado de passar dia após dia

século após século, nesta solidão eterna.

De que me adianta ser Imortal e deter o poder dos elementos,

Se não posso amar?

Perdido em meus pensamentos, voo pela noite fria.

Num repente, sinto um doce e inebriante aroma suspenso no ar

atiçando meus instintos Imortais…

 Suave fragrância se evola flutuando convidativa a me atrair.

Trazendo a mim o cheiro indelével da tua preciosa dádiva.

Delicioso perfume mortal que aguça meus sentidos

despertando minha sede.

 Súbito, desvio-me de meus instintos sombrios,

Procurando apenas tua companhia,

Esquecendo-me de todo o resto,

Até de minha alma vazia.

– Ah, como posso transformar em minha a tua volúpia?

Absorver ardorosamente tua lasciva concupiscência,

Tornando-a, apenas minha?

Despudorados instintos me guiam até você.

Envolvendo-te em meu abraço,

Tomo-te de assalto, sem deixar que reajas.

Procuro, anseio tua boca…

Não fujas do meu laço.

Cubro então o purpúreo-róseo dos teus lábios

de meu rubro furor.

Com cálidos beijos,

te domino cheio de ardor.

Adorada, minha Amada, não mais uma reles mortal.

Agora serás, minha Eterna Rainha.

Aquela que fez renascer para a vida,

o coração que não mais pulsava.

De agora em diante serás minha, Adorada.

Minha amada, minha flor.

A senhora do meu Amor.

 

Desvelo-me,

esquecendo do que sou.

Morto-vivo sem alma, vampiro sedento

sem nada para dar.

Que desta vida, jamais soube o que fosse amar.

Um um ser vazio, sem vida, sem calor…

Sem nada, nem amor.

Mas, não perdi meu coração.

Apaixonado de fato me encontro,

refém da sua beleza.

Serei de hoje em diante,

seu “Amor Vampiro”

Um consorte eterno e dedicado…

Eternamente apaixonado,

 

– Amado.

Quem sou eu, para resistir a tua atração magnética e inebriante?

Sou uma pobre e infeliz mortal, que jamais soube o sentido do amor.

Agora vens a mim e dizes que me deseja e ama…

Confusa me encontro, temo não merecer-te.

Mas…

Envolta em sua teia, me embaraço.

Consciente da força sobre-humana que emana de ti.

De todo o pudor, me desfaço.

 Sinto, a rigidez da tua virilidade.

A força da tua luxúria percorrendo os limites da minha decência,

A dominar minha vontade.

O que fazer? Não posso resistir.

Fraquejam-me as pernas, o medo renego.

teu poder nubla-me o juízo.

Desatinada de paixão…

Me entrego.

 

Torna-me tua para todo o sempre.

Não haverá mais o amanhã de tristeza.

Enches meu coração de infinita alegria…

Destes vida a uma natureza, dantes vazia.

 Transforma a tôrpe mortalidade que jamais me fez feliz,

em passado.

Que nossa felicidade e amor sejam eternos,

para sempre abençoados.

SOBRE A AUTORA NANA B. POETISA – Pseudonimo de Adriana Barroso. Nasci na cidade do Rio de Janeiro. Iniciou como escritora em 1999, enveredando pelo romance e poesia, com destaque para a Literatura Fantástica. Criadora do site: †Clã dos Imortais† (http://literaturafantasticabrasil.ning.com)


18 Respostas to “LEITOR DO MÊS – SETEMBRO/2009”

  1. Nana, esta poesia é incrível, a primeira vez que a li, não queria que tivesse fim, queria ler mais e mais. Parabéns por criar esta bela história! ^.^

  2. Cel, amada maninha Vamp.

    Vc tinha que ser a 1ª, né amiga?

    Poxa, nem sei o que dizer, pra retribuir tamanho carinho.

    Amiga, parceira, irmã.

    Brigaduuuuuuuuuu!

    Beijinhos sangrentos, minha parceira das madrugadas sombrias!

  3. Fantástico, e estou lendo na hora mais imprópria, a madrugada!

    muito bom mesmo!

  4. Muito lindo Nana. Quero ler mais de você.

    Beijos horripilantes…

  5. Nana,
    Amei a poesia 🙂
    parabéns e sucesso.

  6. Adorei!!!!!!!!!

  7. Linda demais!!!! Incrível…essa cabecinha vai longe…

  8. Simplesmente brilhante! Impecável e muito bem escreita, poesia digna da grande poetisa que é a Nana! Meus parabéns!

  9. Perfeito, Nana! Dessa vez, vc se superou! Amei cada trecho, principalmente esta parte ‘De que me adianta ser Imortal e deter o poder dos elementos, Se não posso amar?’

    Pelo milésima vez, PARABÉNS!!!!!

    Beijos mil
    Érika dos Anjos
    *****************************************
    http://www.oquartoelemento.com.br

  10. Migga, o q posso dizer? UAU!!!! Qro um vampiro desse me sussurrando essas coisas!!!! Lindíssimo! Parabéns meeeeeeeeessssmo!

  11. A Nana é simplesmente demais, sou fã dela sempre. Pessoa maravilhosa, escritora magnifica. Fico feliz em ver o trabalho dela brilhando cada vez mais.

    Átila Siqueira.

  12. Sensacional, Nana! Uma poesia esculpida com êsmero! Lasciva e de ambiguidade mórbida! Parabéns!

  13. Adorei, quero ler mais…

  14. arrasou adorei,sou amante de vamoiros adoro.parabéns Nane vc vai longe e moça.

  15. quando q vai ter mais?
    naum queria terminar de ler..
    PARABÉNS….

  16. Nossa, lindo lindo!!

  17. Nossa amiga que lindo!!! Mas fã ainda de poesia estou após o contato com seu lindo escrito… Está incrivelmente lindo!!!

  18. Lindo. Parabéns. Sensibilidade incrível e atmosfera fantastica.
    Sucesso pra ti sempre, Nana!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: